segunda-feira, 21 de março de 2011



Há ventos dentro de mim que sopram.
Sou levado para lugares nunca combinados.
Assim ao acaso, caso isso exista.
Gosto, porque sinto que não penso.
Eu Sou assim até o momento que surgi o pensamento: para onde vou?  
Neste instante os ventos cessam.
Volto a ser normal.
Não Sou mais. Pelos menos até os ventos voltarem.
Eles não combinam um com outro, por isso quando um está o outro é ausente.
Quando um chega o outro cede lugar.
Sinto que sou menos sem os ventos.
Sinto que sou menos ainda com os pensamentos.

foto: André Auke
modelos: Tabatta e Gui.




5 comentários:

Rosany Andrade disse...

LINDO! MEU QUERIDO!

QUE ESTES VENTOS CONTINUEM SOPANDO, POIS ACHO QUE SÃO ELES QUE TE INSPIRAM KKKK

BJS...

NANY..

Kati Froes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kati Froes disse...

E que os ventos não parem de soprar...
beijos

Dama da Noite disse...

Ficou lindo Dé!

"O vento que traz é o mesmo que leva... Tão suave, tão excitante e frio. Enquanto bate no rosto ele penetra em tuas células com toda liberdade de que tua alma necessita para seguir em paz". (B'Gio.) =)

Guilherme Radonni e Tabatta Iori disse...

Lindo! Obrigada!
Tábatta