quarta-feira, 13 de maio de 2009

Duas luas nasceram


Duas luas nasceram
Meu amigo se duplicou
Um era são, o outro mudo
Ninguém o via, mas ele se duplicou

Duas luas nasceram
E as pessoas se duplicaram
Lugar de um passado em novidade
De um presente

Duas luas nasceram
E o Agora o céu tem janelas
E elas falam comigo


Duas luas nasceram
E todos são muitos, quase zumbis
Seguindo o que já era existente

E eu...
Caminho e não duplico em uma trilha conhecida
Pessoas agora quadriplicam
Olho para o lado, acima e vejo
Duas luas nasceram



foto: André Auke

4 comentários:

Anônimo disse...

Lindooo......Parabens...Luas misteriosas....BJ. FERNANDA SCHENA

Anônimo disse...

Lindooo......Parabens...Luas misteriosas....BJ. FERNANDA SCHENA

Gabi disse...

Acho que preciso usar óculos...

Jairo Pereira disse...

A borracheira foi forte dessa vez né?

hahahahaha


Muito bom!