sábado, 30 de outubro de 2010

Uma Crônica Verdadeira.


A verdade é uma grande mentira. Vamos aceitar esse fato.
Na real, a mentira é a nossa grande amiga e companheira.
Sejamos honestos pelo menos uma vez na vida.
Quantas vezes repetimos a bonita frase: “mesmo que doa, eu prefiro a verdade”?
Mentira! Mentira! Pô, você sabe disso, eu sei disso, todo mundo sabe disso.
Mas, mesmo honestamente, querendo dizer a verdade, estamos sempre mentindo.
É ou não é a nossa grande companheira?
É possível que nem mesmo sozinho aí, lendo essas palavras, você vai assumir a verdade. Vai como sempre, e isso é um ato natural, mentir para si mesmo.
Isso não é uma crítica, somente uma constatação.
A coisa é tão celular que o estranho, o que causaria uma comoção, seria a verdade aparecer.
Talvez no decorrer dessa leitura você tenha pensado em alguns ícones, vários nomes de pessoas que para você são verdadeiras. Vou lhe dizer uma coisa: resuma sua lista, mas resuma messssmo, é capaz de sobrar apenas um. Ou nem isso.
Nessa altura você já está achando um absurdo o que eu estou dizendo, né? Uma arrogância! 
Para mim é verdade o que eu disse, mas tudo pode não passar de mentira disfarçando-se de verdade.
Ela é tão poderosa que tem a capacidade de enganar pessoas inteligentíssimas, fazendo-as acreditar que estão sendo verdadeiras consigo mesmas e com os outros. E pior, isso acontece e dá muito certo. Multidões acreditam. É sério.
Nossa grande companheira honesta, que não nos deixa na mão em nenhum momento: a mentira.
Vamos parar de ser hipócritas - é possível que doa menos.
Nunca fomos e nunca seremos.
Quantos trabalhos, quantas terapias, quantas observações, quantas filosofias de bar e de sala você já não fez?
E a nossa companheira continua ao nosso lado.
Tudo bem, não precisa ficar com vergonha ou nervoso. É super natural discordar do que estou falando. Eu pararia de escrever agora e apertaria o botão “DEL”, se acontecesse o contrário. Mas, graças a você, a todo mundo, inclusive eu, tenho razões para continuar.
Alguns aí, vão apelar para santos. Ok, vale tudo. E eu pergunto: Você acha mesmo que os santos não mentem?
Ai, acho que blasfemei para alguns.
Desculpa. Eu esqueci que vocês acreditam que suas religiões dizem a verdade. Foi mal.
Vamos ser mais compreensivos com ela meu povo!
Ela nunca nos trai. Está sempre a nossa disposição. Não seja um ingrato com quem é tão dedicado a vossa pessoa.
Na próxima vez que se olhar no espelho, não finja que ela não está ali, fiel, prestativa só esperando o seu olhar de compaixão e aceitação.
Eu poderia dar grandes exemplos de coisas e pessoas do mundo, mas eu e você sabemos que não vou precisar disso.
Afinal, o papo aqui é mais individual, não precisamos ir tão longe. É só observar o fluxo de seus pensamentos agora. Isso, agora.
Hum, acho que te peguei!
Sinto que não preciso ir mais além.
Mas não tenho como não dizer uma coisa estranha: “Acho que existe alguma verdade em tudo isso”.
Bem, o papo está bom, mas eu e a minha fiel escudeira nos despedimos.
Desejamos uma boa observação do fluxo de seus pensamentos neste momento. Agora.
Mas, se for mais fácil, não tem nenhum problema chegar à conclusão que tudo isso é uma grande mentira. Vai por mim, isso não seria nada estranho.

foto: Jéssica Fogaça.
modelos: Buda e André Auke.

11 comentários:

personalpalpiter.com disse...

André, obrigada pela visita ao Personal Palpiter e por deixar seu palpite na última postagem.

Interessante esse seu texto. A propósito, notei que o vencedor do blogbooks na categoria arte e cultura poderia ter sido melhor elegido. Mas nada surpreende, não é mesmo? É tudo um blefe.

Gostei muito do seu espaço e dos seus textos. Volte mais para palpitar. Eu farei o mesmo.

Abraço, Maria Antonia

Anônimo disse...

legal....gostei do texto!!!!!!!

Dama da Noite disse...

Uii! Que ousadia! hahahaha.
Ainda tenho esperança na/pela verdade.;)

Texto maravilhoso!
beijos

Bora Matos disse...

acho que tudo fica o dito pelo não dito e no fundo tudo é verdade mesmo sendo mentira, pois na maioria das vezes ja sabiamos de tudo e continuamos fazendo cara de paisagem para amenizar a dor...adorei essa crônica, pois vivo pela verdade, mesmo sendo seguida e até ja virei companheira da mentira, pois tive que escolher esse caminho para entendelas...kkk

Angela Borges disse...

Muito bom! Parabéns!

Anônimo disse...

Lindo........muito bacana.
bjusssssssss

Anônimo disse...

tudo de bom hein

Nina disse...

Oi André, tudo bom? Tens razão, dá mesmo para refletir sobre todas essas sinceras palavras! E como dizia o Cazuza: "...Mentiras sinceras me interessam...". Beijos para ti

Francy´s Oliva disse...

Olá carissimo(rs). Afinal o que é uma mentira afinal? Costumo dizer que depende sempre de quem esta ouvindo ou falando(rs).
Bjs.

Anônimo disse...

voce está verdadeiramente certo!!!!!!!!!!!!!! grande abraço!

Ane.

Paula: pesponteando disse...

O Q é verdade? O que é mentira? Somos a junção delas.

feliz 2011...