sexta-feira, 9 de maio de 2008

mais um encontro esquipático


Olá, minha querida!
Já nos conhecemos. Eu nem preciso convida-lá a sentir-se em casa. Você, como sempre, entra sem pedir permissão. Às vezes mansa, suave como uma pluma, outras horas, cortante e lampejante. Como será desta vez?
Somos tão íntimos, desde o meu nascimento, e mesmo assim toda vez que você me visita é como se fosse a primeira vez.
Acho que já não luto tanto mais... Ai, ai, ai, esse sorriso...
Isso! Vamos beber uma taça de vinho juntos. Isso pode me ajudar a relaxar.
Hum? Você convidou eles também? É, vou precisar mais do que uma taça, esse encontro promete.
Eu sei, sou eu que marco, mas é que...
Ai! Está difícil dessa vez.
Ok! Ok! É você que comanda. Sou todo seu.
Essa sua voz, ela entra em meus poros, rasga o meu peito, mergulha para lugares que ainda desconheço.
E eu que pensei que era só corpo e sangue.
Como você é bonita. Por que às vezes tenho medo? Lógico que prefiro quando você já está nua, mas eu sei, eu sei, ainda é cedo.
Você tem seu preço, são eles. É difícil, porque eles são meus.
Por favor, minha querida, não me torture eu quero o êxtase.
Vou ficar em silêncio, chegou aquele momento, sei que não devo fazer nada.
Será que aceitar é um fazer?
Minha linda, meu corpo chora e o meu coração goteja, a mente está em pura epilepsia e eu sou um fio de seda que traféga nessa paisagem.
Você assiste. Eu observo.
Rimos, choro, lamento, acordo.
Ah! Minha pequena dama, despe para mim, quero ver o amor que procuro nos seus seios, a minha verdade vem do seu sexo.
Eles não importam mais, agora já sou seu perfume.
Agora somos uno.
Convido todos eles, agora, sem nenhuma exceção. Venham todos!
Até você, não tenha medo, meu querido medo, sente-se, sirva-se do melhor vinho. Beba-me até a última gota, não se preocupe, ainda não é a última safra.
E você... Minha pequena dama...
Até o nosso próximo esquipático encontro, esperooo...
Não, não espero nada.

Au Revoir!

8 comentários:

rOSANY disse...

ACABEI ME SENTINDO PARTE DE SUA VIDA TAMBÉM ATRAVÉS DESTE POEMA MARAVILHOSO.

BEIJOS....

Rosany disse...

OBRIGADA POR VOCÊ EXISTIR.........

Simonia disse...

hum... que caliente andré!!
Bjs

Marcel disse...

Muito bom meu irmãozinho!

Nada como uma intimidade genérica bem descrita... Sem endereço específico.

Um abraço!
Marcel

tarcila disse...

André querido!

Adorei!

Um ótimo início, um ótimo meio, um fim para aquela peça que diz ter desejo de fazer... de poemas...

sensível e doce... e puro!

Gosto de você!

beijos!

√åℓ disse...

Sensual e envolvente!
Adorei!

Beijos!

Anônimo disse...

Lindíssimo este texto, André...É seu?

Parabéns, pois não apenas lindo tão profundo que faz até os superficialmente amados se envolverem plenamente...

Amei, parabéns!

Jéssica disse...

Belo texto!
Sensual, enigmático e sensível...
Estrambótico! (rs,rs)

Beijos, amor!